SOTEROPOLITANOS CELEBRAM A REINAUGURAÇÃO DO ÓRGÃO DE TUBOS DO SANTUÁRIO DO BONFIM

O Órgão de Tubos de fabricação francesa datado do século XIX da Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, após passar por um período de restauração que durava desde dezembro de 2015, enfim, será reinaugurado.

Soteropolitanos celebram a reinauguração do Órgão de Tubos do Santuário do Bonfim.jpg

No próximo dia 8 de julho, às 18h, o templo católico recebe o bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Gilson Andrade da Silva, assim como autoridades civis e eclesiástica para esta ocasião considerada especial para os fiéis soteropolitanos.

Sobre a conclusão do restauro do Órgão, o reitor da Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, Padre Edson Menezes da Silva, ressaltou a importância da reinauguração da peça.

Segundo o sacerdote, “há aproximadamente 70 anos o Órgão de Tubos da Igreja do Senhor do Bonfim estava em silêncio. Agora, depois de um longo processo de restauração, voltará a tocar. Estamos devolvendo aos fiéis e ao povo baiano um belo e tradicional instrumento musical, que tornará as Celebrações Eucarísticas mais solenes e festivas, como também podemos a partir de agora programar alguns concertos e isso deixará nossa programação cultural mais rica. Agradecemos ao Senhor do Bonfim por esse presente!”.

A reinauguração será ainda mais marcante, uma vez que o momento está inserido nos festejos dos 263 anos da Basílica, ocorrido em 24 de junho passado, conforme informou o juiz da Devoção do Senhor do Bonfim, Francisco José Pitanga Bastos.

“Nesses 263 anos da nossa Basílica, a Devoção do Senhor do Bonfim, ao restaurar esse importante instrumento musical, evidentemente está dando um presente ao povo da Bahia, quer seja católico ou de outra religião. Um presente que envolve a cultura e a religiosidade e que reintegra a nossa Igreja do Bonfim como um centro difusor da cultura do Estado da Bahia e do Brasil”, afirmou Francisco.

O juiz ainda destacou a qualidade que tem a Basílica do Bonfim em possuir um extenso acervo de peças de arte:

“Nossa Basílica é um repositório de arte religiosa e popular, além de ser um santuário em que se guarda, envolta na tradição, o que de mais emocional e autêntico existe na alma da gente baiana. No Bonfim há muito para ser mostrado ao forasteiro, assim como ao próprio filho da terra que ainda não tenha tido a oportunidade de apreciar com indispensável vagar relíquias e peças de valor existentes na Basílica. Entre elas podemos apontar o nosso Órgão de Tubos Franceses”.

O instrumento desembarcou à Basílica Santuário do Senhor do Bonfim no ano de 1854 através de Feliciana Maria de Britto Lopes Alves.

Conhecido como um dos poucos na Bahia desse modelo, a peça possui 430 centímetros de altura e 224 centímetros de largura. Com o passar do tempo, o instrumento deixou de funcionar devido à ação de cupins.

O dia da reinauguração do Órgão terá uma programação que contará com uma Santa Missa marcada para às 17h. Após, o bispo auxiliar Dom Gilson abençoará o instrumento e, por fim, será tocado o Hino do Senhor do Bonfim. (LMI)


Fonte: gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/88411#ixzz4m6JlXITK

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *