A CRIAÇÃO: OS ANJOS

NOSSOS AMIGOS E INTERCESSORES

Em mais uma aula de formação teológica proporcionada pelos Arautos do Evangelho sobre o aprofundamento acerca da razão da Fé cristã católica, os Terciários e os Consagrados aprenderam sobre o tema: A Criação: os anjos. Esta sexta aula foi sob a orientação do Pe. Luiz Francisco Beccari, EP, na Capela Nossa Senhora da Reconquista e São Domingos, Sede dos Arautos do Evangelho em Lauro de Freitas, Bahia.

Padre Luiz Beccari, EP e Padre Carlos Tonelli, EP, respectivamente

O Sacerdote explicou-nos que o mundo foi criado por Deus “por Sua livre vontade”, “criando uma multidão de seres”, entre eles os anjos e os homens. Neste momento, tomaremos como eixo para esta reflexão sobre os anjos, criaturas espirituais, mensageiros de Deus aos seres humanos.

O Sacerdote inicia o curso falando sobre a Criação

Na bíblia, encontramos várias menções sobre a existência dos anjos. Dentre as referências conhecidas por muitos está a aparição do Anjo Gabriel a Nossa Senhora, na Encarnação do Verbo (Lucas 1:28).

Anunciação do anjo Gabriel a Maria

Mas, afinal: quem são os anjos? Da palavra grega ággelos, que significa mensageiro, são seres imateriais, puros espíritos, criados por Deus, com objetivo único de dar glória e cumprir a vontade d´Ele. Um anjo não é onipresente, como Deus, mas pode “agir” em vários “lugares ao mesmo tempo”, dentro da “esfera do seu poder”. “Os anjos foram submetidos por Deus a uma prova de fidelidade, porém nem todos foram fiéis. Alguns deles caíram, sendo precipitados no inferno. São por isso chamados anjos maus ou demônios”. Esses anjos maus cometeram o pecado do orgulho, da soberba, pois quiseram ser iguais a Deus. No livro do Apocalipse, na grande batalha em que São Miguel e os seus anjos venceram a luta contra Lúcifer, este foi expulso, pois não há morada para os maus no céu (Ap. 12,7-12).

Divididos em três hierarquias, os espíritos angélicos que se conservaram fiéis formaram um exército invencível. Cada hierarquia é subdividida em três coros. A primeira hierarquia é a dos que contemplam constantemente a Deus. Esta é composta por Serafins, Querubins e Tronos. A segunda hierarquia se ocupa do governo do mundo, formada por Dominações, Virtudes e Potestades. Já a terceira é encarregada de executar as ordens divinas. Nesta estão os Principados, os Arcanjos e os Anjos. Para ter acesso aos materiais completos da aula, clique aqui.

Além disso, o Pe Luiz Beccari mostrou-nos que o anjo não é como muitas vezes apresentam, isto é, uma figura rechonchuda, sentada em uma nuvem, tocando harpa. Pelo contrário. Os anjos são espíritos puros, inteligentes, cheios da graça divina, desde o início de sua existência, na aurora da primeira manhã da criação. Como mencionado anteriormente, existe uma infinidade de anjos, porém só há três anjos cujos nomes próprios as Escrituras Sagradas nos dão a conhecer: São Gabriel, São Miguel e São Rafael.

Os anjos são espíritos puros, inteligentes, cheios da graça divina

Quem é o nosso melhor amigo? Quem está ao nosso lado em todos os momentos e nos inspira apenas coisas boas, protegendo-nos de todos os perigos? Nosso anjo da guarda! Deus, com sua infinita bondade, destinou um anjo da guarda para cada ser humano, que nos protegerá na vida e nos acompanhará por toda a eternidade. Entretanto, ele é um “amigo” discreto que, apesar de não se revelar, admoesta, ensina, ajuda, acode e inspira de muitas maneiras: ora por um sopro, ora por um conselho, ora por algum fenômeno natural. Basta que estejamos atentos às suas inspirações.

Tal como a batalha que houve no Céu, em que São Miguel bradou -“Quem como Deus” e lançou Lúcifer e seus seguidores ao fundo dos infernos, assim no dia a dia é travada uma batalha constante para que não sejamos arrastados pelos inimigos da salvação. Mesmo que não vejamos, os anjos estão por toda parte cuidando da Criação. Por isso, não hesitemos em pedir seu auxílio em todas as coisas, invocando-os em qualquer necessidade e tribulação; afinal de contas ali estarão eles para interceder por nós e levar-nos ao termo final de nossa missão. Santos Anjos, rogai por nós!

Após o curso de Teologia, todos participaram da Santa Missa celebrada pelo Padre Francisco Beccari, EP. Mencionando o quanto o Filho de Deus nos ama, Ele derramou a última gota do seu sangue e nós, pecadores, recebemos de Deus tudo, porém O desprezamos com muita facilidade. Recebemos todos os benefícios, inclusive os benefícios da santificação. Por isso, devemos ser perseverantes nos Seus ensinamentos e na prática do amor diário para com Deus e para com o próximo.

Celebração da Santa Missa, Pe. Francisco Beccari. EP

Celebração da Santa Missa, Pe. Francisco Beccari. EP

Ainda de acordo com o Sacerdote, é na Santa Missa que Deus se faz presente no altar. A substância pão e vinho, através da transubstanciação, tornam-se Corpo e Sangue de Cristo. Quando comungamos, não transformamos o alimento, mas é o próprio Cristo que nos assume. Segundo São Bernardo, “Quando Jesus está presente corporalmente em nós, ao redor de nós, montam guarda de amor os anjos”. Por isso a importância da participação na Santa Missa. “A voz de Deus vem dos sacramentos” ou, também, através dos pedidos de Nossa Senhora, como na sua aparição em Fátima, recomendando-nos a meditação do Rosário, a prática da penitência e, acima de tudo, a mudança de vida. Infelizmente, muitas vezes “em vez de pensarmos em Deus, pensamos no eu”. O nosso egoísmo nos cega. Devemos fazer apostolado, contagiando outros, sob as “influências dos anjos”. Para isso, sejamos exemplos de virtudes, anunciando o Reino de Maria sobre a terra. Afinal de contas, “Não é para ficar numa âmbula de ouro, que Jesus desce cada dia do céu, mas para encontrar um outro céu, o da nossa alma, onde ele encontra as sua delícias” (Santa Teresinha do Menino Jesus).

“Quando comungamos, não transformamos o alimento, mas é o próprio Cristo que nos assume”

This entry was posted in Consagração, Curso de Teologia, Missas e Procissões, Notícias. Bookmark the permalink.

One Response to A CRIAÇÃO: OS ANJOS

  1. Renato Cruz Vieira says:

    Parabéns pelo blog! Noticioso, formativo e bem feito!
    Que Nossa Senhora os recompense e os faça perseverar!
    Renato Vieira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *