A CRIAÇÃO: O HOMEM, O PECADO ORIGINAL E A REDENÇÃO

Os Arautos do Evangelho vêm proporcionando aos Terciários e Consagrados um maior conhecimento teológico em grandes temas, no intuito de levar informações aprofundadas acerca da razão da Fé cristã católica. Nesta perspectiva, o Curso de formação Teológica que, na sua quinta aula, ocorreu na Capela Nossa Senhora da Reconquista e São Domingos, na Sede dos Arautos do Evangelho, em Lauro de Freitas/Bahia, tratou sobre o tema: A Criação: O homem, o pecado original e a redenção.

O Curso contou com a participação do Padre Godofredo Salazar Rojas, EP. Este pôde manifestar, com muito entusiasmo, sobre o tema, para que todos os presentes pudessem fortalecer sobre os ensinamentos sobre a criação de Deus, já que somos contingentes. “Creio em Deus Pai, todo poderoso, Criador do Céu e da terra”. Este trecho do Credo mostra-nos que Deus, no seu fiel amor aos homens, deu-nos o mundo para que pudéssemos fazer morada de amor e de vida consagrada a Ele.

“Enquanto permanecesse na intimidade divina, o homem não devia nem morrer, nem sofrer” (Catecismo da Igreja Católica 376), mas o ser humano optou por não ter uma vida Consagrada a Deus. De acordo com o Pe. Godofredo, somos “guiados pela Revelação, vemos na Criação um Deus que quer compartilhar a riqueza do seu ser, dando ao ser a uma infinidade de seres, que refletem o Seu poder e a Sua glória. Decide comunicar-Se a quem não Lho pode exigir”. O Papa Bento XVI afirma que “Tudo o que Deus cria é belo e bom, repleto de sabedoria e de amor” e, aquele que não se encanta com o belo, “ele perde a visão de Deus”, pois Deus está presente em tudo que é belo.

O Sacerdote nos chama a atenção que “Ele (Deus) escolheu-nos em Cristo antes de criar o mundo para que sejamos santos e sem defeito diante d’Ele, pelo amor” (Ef 1,4). “Todo projeto da nossa santidade se encontrava já presente no momento da Criação. Tudo está organizado em função da nossa chamada a participar da vida divina em Cristo”. “Para onde irei, longe do teu sopro? Para onde fugirei, longe da tua presença? Se subo ao céu, Tu estás lá; se desço ao abismo, lá Te encontro. Se levanto voo para as margens da aurora, se emigro para os confins do mar, aí me alcançará a tua esquerda, e a tua direita me sustentará” (Sal 139, 7- 10).

Em Cristo, os cristãos aprendem a ter confiança no Pai. Não há nada para um cristão que não provenha da mão amorosa de Deus, porque nem sequer os momentos mais duros da existência estão afastados da vontade de Deus. Assim, “todas as coisas concorrem para o bem dos que amam a Deus” (Rom 8, 28).

“De fato, trava-se, ao longo de toda a história humana, uma árdua batalha contra os poderes das trevas, a qual, começada nas origens do mundo, durará como diz o Senhor, “até ao último dia”. Embrenhado nesta luta, o homem deve combater continuamente para aderir ao bem; só à custa de grandes esforços, com o auxílio da graça de Deus, é capaz de realizar a sua unidade interior” (Gaudium et spes 37).

Ao final do Curso, o Sacerdote celebrou o Sacrifício de Nosso Senhor, a Santa Missa, mostrando-nos, através das leituras, que “Jesus Cristo é o único Deus, verdadeiro, quem nos revela o Pai, o Filho e o Espírito Santo”, segundo Mystérium fídei (Mistério da Fé)

“Bem aventurados aqueles que acreditaram, sem ter visto”. Nas glórias celestes, a fé será superior a que aprendemos na terra. “Irmãos e irmãs, viver de fé quer dizer reconhecer a grandeza de Deus e aceitar a nossa pequenez, a nossa condição de criaturas, deixando que o Senhor cumule com o seu amor e assim cresça a nossa verdadeira grandeza. O mal, com a sua carga de dor e de sofrimento, é um mistério iluminado pela luz da fé, que nos confere a certeza de poder ser libertados dele: a certeza de que ser homem é um bem”, segundo o Papa Bento XVI. Por isso, o Senhor Jesus prepara um lugar para todos. Será um grande prêmio para aquele que se esforçou. Porque cabe, portanto, a cada um de nós prepararmos o nosso coração para contemplar a Deus.
Abaixo,  o link para obter os arquivos do curso de teologia, clicar aqui
 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *