“O AMOR DE MÃE É COMO A LUZ DO SOL”: HOMENAGEM DOS ARAUTOS DO EVANGELHO PARA O DIA DAS MÃES

Mãe, como eu gostaria de saber fazer uma bela poesia para a senhora.
Mas não sou poeta?! O que fazer!
Deixar a senhora sem uma poesia, eu não quero.
Quem sabe então… procurar nos livros, uma bela poesia para vos homenagear.
Procurei, procurei e achei.
Mas não nos livros, e sim no fundo do coração, do meu coração.
Quando a li, meus olhos se encheram de lágrimas.
Lágrimas de alegria, de amor e de felicidade.

Assim começou a homenagem dos Arautos do Evangelho para o dia das mães, realizado neste último domingo, dia 21 de maio, na Sede, em Lauro de Freitas. Nesta data tão especial que é o seu dia, Mãe, não deixaríamos de homenagear, juntamente com os seus filhos, todas as senhoras, que educam na Fé e na Graça do Espírito de Deus.

 Após a chegada dos familiares, foi-lhes apresentado um audiovisual preparado para este dia. O tema tratado foi “A importância das Mães”, além de fazer menção à Mãe das Mães, que é Nossa Senhora.

Em seguida, com seus novos uniformes, os filhos homenagearam todas as mães com um grande amor, através de uma apresentação musical e uma poesia. Esta pode ser contemplada a seguir:

Poesia para os dias das Mães

 – Mãe, eu não poderia deixar passar esta data tão significativa para mim, sem que meus olhos se voltassem agradecidos, por tudo que fizestes por mim! Por tudo o que fazeis e por tudo que ainda fareis nesta tão bela e difícil missão de mãe.

Quanto carinho, quanta dedicação e eu… nem sempre a correspondi a altura.

– Mãe, perdoa-me aqueles momentos de ingratidão, de impaciência, quando eu não for o filho que deveria ser. Lembrai-vos daqueles momentos em que eu, pequenino, deitado em vossos braços, agarrado em vosso pescoço, sentia a vossa proteção e vós enxugáveis as minhas lágrimas.

Num abrir e fechar de olhos, eu vejo, diante de mim, aquelas mãos suaves e protetoras, que sempre significaram tudo para mim! Minha Mãe!

 – Mãe ama sempre seu filho, ama-o quando é bom, ama-o quando não é bom, ama-o porquê é seu filho! Carne de sua carne, sangue de seu sangue!

 – Ama-o generosamente, sem esperar retribuição.

Ama-o no berço, quando ainda não tem capacidade de merecer o amor que lhe é dado. Ama-o por toda a sua existência, ainda que suba ao fastígio da glória, ou role pelos abismos do infortúnio ou até do crime. É seu filho! Está tudo dito!

– O amor de mãe é como a luz do Sol, que se divide entre seus filhos e permanece inteiro.

 – Uma mãe, verdadeiramente mãe, é sempre uma santa para seus filhos.

 – Mãe, uma palavra tão bela, tão doce, tão cheia de carinho e dadivosidade.

 

– A mãe é a perola da família, é a perfeição do amor, é a quinta essência do afeto, da bondade e da misericórdia.

 – O coração de mãe é como um fundo abismo, no qual sempre se encontra um perdão.

– Ter alguém aquém poder chamar, mãe, é algo tão belo, tão doce, tão maravilhoso, que o próprio Deus criou uma Mãe para si!

 – Mãe, um espelho no qual se refletem todas as virtudes de nosso Criador.

– Mãe, na impossibilidade de vos dar tudo o que mereceis, rogo a Nossa Senhora,  que é Mãe de todas as mães, que, do alto dos céus, derrame sobre a senhora todas as graças que Ela tiver!

– Com todo o afeto e carinho, de seu filho que tanto vos deve e tanto vos ama!

FELIZ DIA DAS MÃES!

Após as homenagens, houve uma confraternização. Fora um convívio muito ameno, com todos reunidos à mesa, além de quitutes por todas preparados. Ademais, foi-lhes entregue uma singela lembrança e, logo em seguida, foi celebrada a Santa Missa pelo Padre Carlos Tonelli, EP.  Posteriormente, cada um dos filhos entregou uma rosa para a mãe, manifestando todo o seu carinho, com um afetuoso e prolongado abraço. Uma imensa alegria inundou o coração das mães por tantos gestos extremosos de seus filhos. Em inúmeras ocasiões, homilias, discursos e catequeses, o Papa Francisco falou do elo que une a mãe a seu filho: “São elas que testemunham a beleza da vida” e “Uma sociedade sem mães seria uma sociedade inumana”. Por isso, que pela proteção de Nossa Senhora, Mãe de todas as mães, e pelo amor infinito de Jesus possam chegar, do mais alto dos céus, muitas bênçãos e graças especialíssimas a cada mãe.

 

 

      

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *