Um escravo de amor a Jesus, por Maria, não pode ser indiferente aos problemas sociais

A preparação para consagração segundo o método de São Luís Maria Grignon de Monfort leva a um desapego das coisas matérias e a um despojamento da própria pessoa, para assim mais afetivamente e efetivamente amar a Jesus Cristo, a quem se deve consagrar como escravo de amor por intermédio de Maria.

Dna. Verena recebe a bênção antes da partida

A amorosa entrega da pessoa e de tudo quanto ela possui, a fim de ser Nossa Senhora a administradora de todos os seus bens, inspira muitos a uma vida sóbria, despojada e jamais indiferente aos problemas sociais. Foi o que se deu com a Sra. Verena que habitualmente frequenta as celebrações na Catedral Basílica de Salvador e que recentemente sentiu um forte chamado a evangelizar os mais necessitados e desprotegidos. Ela é consagrada a Jesus, por intermédio de Maria, e não poderia dizer que não a esta doação ainda mais radical da sua pessoa. Partiu, então, para o Paraguay, onde um sacerdote amigo, em terra de missão, pediu ajuda para um orfanato de crianças pobres…

Dna. Verena, no meio, acompanhada da filha, à esquerda, durante a missa de envio

A missa de envio foi celebrada neste último domingo. Estavam presentes, entre os familiares e amigos, a avó, a mãe e a filha, já adulta, que sabem ser esta a vontade da Verena e de Deus, por mais que lhes custe a distância da familiar querida. O Pe. José Manuel de Andrade, EP aproveitou o Evangelho do dia e o mês vocacional em que entrámos para explicar um pouco em que consiste a vocação e os diferentes chamados, além das maiores dificuldades em nossos dias para a perseverança e o cumprimento da missão.

Rezemos por esta missionária mariana, escrava do Senhor, que sabe amá-Lo e servi-Lo naqueles que são pequenos e necessitados.

This entry was posted in Ação Social dos Arautos, Missas e Procissões, Notícias and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

One Response to Um escravo de amor a Jesus, por Maria, não pode ser indiferente aos problemas sociais

  1. Leticia Peres says:

    Como é bonita a Igreja Católica: cuida do pobre, aponta ao rico o caminho do Céu. Não exclui ninguém, como Jesus também não excluía.Letícia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *