Procissão de Ramos em Salvador lembra os jovens

A bênção e procissão de Ramos contou com numerosos jovens, num espírito de fraternal alegria, que marcou esta solenidade. Logo no início, foi lida uma mensagem do Santo Padre, própria para este evento.

Lembrando a JMJ, e as necessidades e problemas pelas quais passa a juventude em nossos dias, foi lida uma mensagem elaborada pela Pastoral da Juventude. Em seguida, D. Murilo Krieger abençoou os Ramos, e com algumas palavras de incentivo e ânimo do bispo auxiliar, D. Gilson, saiu a procissão, que contou com uma enorme multidão, toda ela com ramos verdes em suas mãos.

Entre cânticos e a elevação das palmas, a procissão seguiu o seu percurso, e as ruas de Salvador tornaram-se Jerusalém. No meio da procissão, os jovens ofereceram aos presentes, algumas coreografias, com cânticos, tendo atrás de si o belíssimo mar da Bahia de Todos os Santos.

Na celebração eucarística, D. Murilo Krieger lembrou especialmente duas intenções: O Papa Francisco e a juventude. Na homilia, falou do sofrimento e da felicidade, e exortou todos a serem sinal de Salvação no mundo de hoje, onde quer que seja, as donas de casa, os homens no seu trabalho, os jovens nos seus ambientes.

A Praça onde está localizada a Prefeitura e o elevador Lacerda ficou repleta e cheia de multicoloridos, quer seja pelos chapéus que se abriram diante do radioso sol, quer seja pelos abundantes ramos verdes que balançavam nas mãos de todos. O Arcebispo notou a beleza de tal cenário e chegou mesmo a agradecer a todos os que participaram na obtenção dos ramos das palmeiras.

Os Arautos participaram da procissão e da missa e puderam aclamar com todos, Hosanas, ao filho de David!!! E bradar vivas a Cristo!!! Entraram na Semana Santa compenetrados pela mistagogia que apresentou a procissão e a celebração.

This entry was posted in Missas e Procissões and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *